Dinamarqueses projetam vila ecológica de acordo com os objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela Organização das Nações Unidas

Em Copenhague, na Dinamarca, dois escritórios de arquitetura se uniram para criar uma vila ecológica baseada nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas a ser alcançados até 2030. O projeto da vila é dos escritórios de arquitetura Lendager Group e Årstiderne Arkitekter que projetou tudo baseado com as metas globais.

O principal objetivo desses empreendedores é estabelecer parâmetros sustentáveis na construção civil, alinhados com os objetivos da ONU.
Assim, materiais reciclados, como concreto, vidro e madeira, serão utilizados na construção das 400 moradias da vila ecológica. Elas ocuparão 35 mil metros quadrados ao sul de Copenhague e deverão abrigar em média 830 pessoas, incluindo idosos e crianças.

Soluções Inteligentes

A vila foi batizada com o nome de UN17 Village e foi projetada para produzir energia maior que sua demanda com intuito de distribuir a corrente elétrica e aquecimento para outros edifícios. O complexo como um todo, incluindo os apartamentos individuais, está sendo pensado para ter resistência às mudanças climáticas, e será contemplada com áreas verdes que vão compensar a perda da vegetação e da biodiversidade associada ao crescimento urbano.

O complexo foi estruturado para coletar chuva, com isso permitirá o reaproveitamento de 1,5 milhão de litros de água por ano. A água passará por tratamento e poderá ser usada no banho e em lavabos. O aquecimento da água será feito por meio de energia geotérmica e painéis solares.

A ONU também está de olho no cultivo de alimentos: o ODS 2 visa promover a agricultura sustentável. Então, a UN17 Village prevê estufas, hortas e instalações para o compartilhamento de víveres, com a produção de 30 mil refeições por ano.

A vila ecológica deverá ficar pronta em 2023 – sete anos antes do prazo final dado pela ONU para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.