Cabo de pirulito quando plantado dá origem a ervas e flores

É lançado no mercado americano uma melhor forma de reaproveitar o bastonete de pirulito. A empresa da Califórnia, nos EUA, desenvolveu a guloseima orgânica, cujo bastonete carrega sementes de plantas como sálvia, calêndula e menta.

Sustentabilidade é fruto dessa empresa! O segredo dessa transformação está no cabinho da guloseima. Além de agradar visivelmente, o cabinho deles é feito com papel reciclado e dentro de cada um deles tem a semente correspondente à planta ou flor do sabor que você escolher. Os pirulitos têm uma data de validade entre 6-9 meses quando armazenados corretamente, o que significa que a luz solar direta, calor e umidade, se exposto, encurtará a vida útil. O bastão em si tem uma vida útil de um ano.

Os ingredientes diferem para cada sabor, mas são todos feitos com açúcar de cana puro orgânico e açúcar de beterraba. Dessa forma, logo após que o pirulito vegano, que tem corantes naturais de açafrão e cenoura, é saboreado, basta plantar seu cabinho na terra e se agradar com o fruto do seu cultivo.

Em geral, os sabores dos pirulitos correspondem às plantas a que darão origem. Assim, o de menta, por exemplo, carrega em seu cabo sementes dessa planta. O pirulito vegano da marca Amborella Organics foi criado pelos empreendedores Brennan Clarke e Taylor Morgan. Clarke e diz que sempre achou pirulitos parecidos com flores. Dessa forma, resolveu, então, literalmente transformar o que seria impossível em realidade.

Abaixo você poderá conferir e identificar os diferentes tipos e sabores que a Amborella Organics desenvolveu para seus clientes:

1. Salvia e marshmallows

2. Lavanda e erva-cidreira

3. Folhas de limão e tomilho

4. Rosas e champanhe

5. Baunilha e Hibisco

6. Folhas de morango e manjericão

7. Pêssegos e flores de calêndula

8. Melancia e borragem de flores

9. folhas de alecrim e folhas de hortelã