A tecnologia está em constantes avanços, buscando melhorar os serviços existentes e criar ambientes mais práticos e inovadores. Os semáforos inteligentes unem a tecnologia com um sistema já utilizado há bastante tempo atrás. Com a tecnologia implementada nesse sistema, o fluxo dos veículos se torna mais ágil, podendo diminuir congestionamentos e evitar acidentes. A nova tecnologia implementada no sistema semafórico funciona por meio de luz solar e baterias.

É bem simples: as luzes do semáforos acendem e apagam conforme o fluxo de veículos, que são detectados a 200 metros de distância do semáforo. Esse sistema que acarreta a diminuição de congestionamento em grandes cidades. No momento em que o veículo passar pelo sensor, os dados são enviados  para a controladora, que monitora os intervalos que o semáforo deve operar, para gerar uma melhor circulação, tanto de pedestres quanto de veículos.

Pelo mundo – China

Os semáforos com inteligência artificial são utilizados na China há um ano e conseguiram reduzir em 8% os congestionamentos de tráfego, além de aumentar a velocidade de circulação do trânsito em 15%.

O sistema de semáforos são capazes de perceber o volume de tráfego a cada instante e, em função disso, abrir a luz verde ou fechar a passagem para os veículos num determinado sentido para tornar o tráfego mais fluído.

A plataforma tecnológica utilizada foi desenvolvida pela Huawei e ajudou com os longos tempos de espera em cruzamentos que os condutores enfrentavam. O segredo por trás deste sistema está numa série de câmaras com inteligência artificial e numa plataforma digital co-construída pela polícia local e pela Huawei Technologies.

Câmaras de Inteligência Artificial

As câmaras de AI, instaladas perto de semáforos, têm a capacidade de ver 200 objetos em quatro vias. O sistema pode ajustar os semáforos de acordo com a quantidade de veículos nas filas e com as condições meteorológicas.

A plataforma também pode ajudar a polícia a desempenhar o seu trabalho, identificando automaticamente se as pessoas estão a usar o cinto de segurança ou a mexer no telefone celular enquanto conduzem.