Bolonha é uma cidade famoso por ser um dos polos gastronômicos mais importantes da Itália. A cidade busca incentivar seus moradores a adotarem a bicicleta, o transporte público ou simplesmente a caminhada como principais meios de locomoção, deixando o automóvel em casa. Para estimular os cidadãos, o programa “Bella Mossa” troca trajetos feitos por transportes alternativos em pontos que são convertidos em cerveja, ingressos de cinema, sorvete e outros.

Andar a pé ou de bicicleta é um prazer para alguns, mas outros precisam de um “empurrãozinho”. Pensando nisso foi criado, em 2017, o Bella Mossa, um programa que funciona com um aplicativo. Esse app armazena os trajetos realizados e a cada jornada transforma em pontos que viram recompensas. Na tela do celular também é possível conferir o impacto da ação individual, mostrando quanto de CO2 deixou de entrar na atmosfera.

Entre os itens que podem ser resgatados estão cerveja, sorvete, ingressos para cinema, além de descontos em lojas e serviços. O projeto foi desenvolvido por um urbanista chamado Marco Amadori e, em entrevista à BBC, ele afirmou que foi a primeira vez que conseguiu envolver as pessoas em uma ideia do tipo. As empresas que participam são compensadas pela prefeitura local.

O programa funciona apenas entre abril e setembro, ou seja, começa na primavera e se estende até o fim do verão. Apesar de ter sido criado para os moradores, turistas e visitantes também podem aderir.

Bolonha

Fundada pelos etruscos, a cidade de Bolonha é um mix perfeito de gastronomia, história, arte e estilo de vida. Está localizada aos pés do Apenino Tosco-Emiliano, uma cadeia de montanhas que separa as regiões da Toscana e da Emilia-Romagna, região que Bolonha é a capital.

Bolonha já foi chamada de “la turrita”, em português “a cheia de torres”, porque já um ambiente com cerca de 200 torres. Hoje, restam poucas, as mais famosas são a Garisenda e Asinelli, localizadas bem no centro histórico.